Entenda um pouco sobre Matrimônio

O SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO
Um dos estados de vida que é santificado por Nosso Senhor Jesus Cristo é o estado matrimonial. Assim como Jesus abençoa um Sacerdote com uma Sacramento especial, assim também abençoa o homem e a mulher que se unem para formar uma família. Para isso Jesus instituiu o Sacramento do Matrimônio, ou Casamento.
1) Do Casamento Natural ao Sacramento do Matrimônio
Deus criou nossos primeiros pais como esposos e os uniu para toda a vida. Deste modo, Deus instituiu o casamento natural
Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne (Gn 2,24); quando Jesus veio ao mundo para nos salvar, elevou este casamento natural à dignidade de Sacramento, ou seja, deu a esta união do homem e da mulher um valor sagrado, com as graças correspondentes para a missão que recebem. Por isso, São Paulo compara o casamento à união de Jesus Cristo com a sua Igreja, esposa de Cristo. Assim como Jesus ama a Igreja e morre por ela, os esposos amam-se e vivem um pelo outro. (Efésios, V,22)
2) O nome e a finalidade do Casamento
Este Sacramento recebe o nome de Matrimônio, ou seja, função de ser mãe, significando a grandeza e o valor da maternidade. Onde se diz "maternidade" leia-se "filhos". Hoje em dia a instituição familiar está sendo destruída pelo neo-paganismo. O pior é que muitos padres, querendo parecer modernos, têm vergonha de pregar o verdadeiro matrimônio. Inverteram os fins do Matrimônio para ficar de acordo com o mundo.
Mas basta examinarmos as características próprias do casamento para compreendermos que quando a Igreja ensina que o fim principal do casamento são os filhos, ela está simplesmente sendo verdadeira, não tem medo da verdade porque sabe que só a Verdade é fonte de verdadeira liberdade. É assim que devemos ensinar que:
-          o fim principal do casamento é a procriação
-          o amor mútuo é também um fim, porém subordinado, no sentido de depender do fim principal. Assim também o equilíbrio da concupiscência que proporciona o casamento.
Se os fins forem invertidos, como faz o Novo Catecismo da Igreja Católica, abre-se as portas para todas as aberrações e para a destruição da família. Vejam no quadro abaixo as razões:
Diferenças entre o casamento católico e união livre atual
Casamento Católico
União livre
Os dois se unem para formar  uma sociedade, a família. Não é uma soma, mas algo de novo com características próprias.
Os dois se unem para fazer uma experiência em comum. Soma de interesses particulares.
Se é uma sociedade, então a família temobjetivo próprio e os meios para alcança-los.
Não sendo uma sociedade, cada um tem seu objetivo próprio. O meio de alcança-lo é o outro. É a origem das brigas e desavenças.
Toda sociedade é voltada para o seu próprio crescimento. Ela busca necessariamente os frutos.
Os interesses particulares de cada um não exigem frutos exteriores. Os filhos são "programados" quando há interesse dos dois em tê-los.
Sendo uma sociedade, solenemente constituída diante de Deus e da Igreja, os dois são obrigados a cumprir as regras do contrato. Daí o bem da Fidelidade.
Não sendo uma sociedade, as regras são puramente pessoais, promessas feitas um ao outro, laços frágeis que se rompem com facilidade. A fidelidade é fictícia.
Toda sociedade supõe a intenção de perdurar no tempo. Daí a indissolubilidade do casamento decretada por Deus.
Uma experiência é em si mesma uma realidade passageira, temporária, mesmo se este tempo chega a ser longo.
Os membros dessa sociedade unem seus esforços e interesses pelos objetivos e frutos da sociedade. É o fundamento do verdadeiro amor.
Os pares unidos experimentalmente se amam por paixão sentimental que é passageira e sujeita a variações. Não é verdadeiro amor por falta de fundamento sólido.
A família é um todo, o casal e os filhos são suas partes. O bem do todo é mais importante do que o bem das partes. Cada um deve renunciar ao seu próprio interesse quando este for contrário ao interesse do todo.
A união sem vínculo matrimonial é um amontoado de interesses particulares impostos como supremos. Mais cedo ou mais tarde haverá choques de interesses.
Quando dois jovens resolvem se casar devem preparar-se com muito cuidado para receber este Sacramento. Devem procurar se conhecer para ver se, de fato, estão prontos para viver o resto de suas vidas na companhia um do outro, se existe verdadeiro amor entre eles e não pura paixão sentimental, que logo desaparece. Por isso devem rezar, pedir luzes à Deus, ouvir os conselhos dos pais e do diretor espiritual.
Fundando uma nova família com a bênção divina, os dois devem medir a grande responsabilidade que assumem diante de Deus e a grande graça de receber esta missão especial de colaborar com Deus na Criação de novos dos seus filhos, de levá-los à Fé pelo Santo Batismo, de educá-los e amá-los de modo verdadeiro, exigindo sempre o caminho reto e a vida religiosa.
3) O Ministro, a Matéria e a Forma
O ministro do Sacramento do Matrimônio são os próprios noivos. O Padre é a testemunha principal, que assiste a este juramento solene que os noivos fazem diante de Deus. Este juramento é um contrato que os dois assinam, pelo qual eles selam esta união para toda a vida, com a finalidade de ter os filhos que Deus quiser lhes dar.
A matéria do Sacramento é a aceitação do contrato.
A forma do Sacramento são as palavras que eles dizem para significar que aceitam o contrato: o "sim".
Como para todos os Sacramentos dos vivos, os noivos devem estar em estado de graça para se casar, de modo a poder receber todas as graças do Sacramento. Para isso, devem fazer uma boa Confissão antes da cerimônia e se aproximar da Santa Comunhão juntos.

Papa Francisco

“Amar como Deus nos ama, sem hipocrisia”, sugere papa Francisco em Audiência Geral

Em catequese, pontífice retomou o tema da esperança cristã


papa-angelus-agradecimento

O papa Francisco acolheu na Praça São Pedro, no Vaticano, cerca de 12 mil fiéis para a Audiência Geral desta quarta-feira, dia 15 de março. Depois da semana dedicada ao retiro quaresmal, em sua catequese o pontífice retomou o tema da esperança cristã, inspirando-se desta vez no trecho da Carta aos Romanos que fala da alegria de amar.

Na ocasião, Francisco disse que o grande mandamento que Jesus deixou é amar a Deus e o próximo como a si mesmo. “Somos chamados ao amor, à caridade. Esta é a nossa vocação mais sublime, a nossa vocação por excelência”, recordou.

Todavia, o papa lembra que na Carta aos Romanos o Apóstolo adverte para um risco: de que o amor seja hipócrita. “A hipocrisia pode se insinuar de várias maneiras, inclusive no nosso modo de amar”, alertou o papa. De acordo com ele, isso se verifica quando somos movidos por interesses pessoais, quando fazemos caridade para ganhar “visibilidade”, por amor interesseiro ou um “amor de novela”: “A caridade não é uma criação humana. Pelo contrário, é antes de tudo uma graça; não consiste em mostrar aquilo que não somos, mas aquilo que o Senhor nos doa”, afirma.

Segundo Francisco, o apóstolo Paulo convida os fiéis a reconhecerem-se pecadores e que também o seu modo de amar é marcado pelo pecado. E daí então, de acordo com ele, compreende-se que tudo o que pode-se viver e fazer pelos irmãos nada mais é do que a resposta àquilo que Deus fez e continua fazendo pelo seu povo: “O Senhor abre diante de nós uma via de libertação, de salvação, e dá também a nós a possibilidade de viver o grande mandamento do amor servindo aqueles que todos os dias encontramos no nosso caminho, a começar pelos últimos e pelos mais necessitados, nos quais Ele se reconhece por primeiro”, afirma o santo padre.

“A advertência de Paulo, na verdade, é para nos encorajar e a reavivar em nós a esperança. De fato, todos nós fazemos a experiência de não viver plenamente ou como deveríamos o mandamento do amor. Mas também esta é uma graça, porque nos faz compreender que também para amar precisamos que o Senhor renove continuamente este dom no nosso coração, através da experiência de sua infinita misericórdia. Somente assim voltaremos a apreciar as pequenas coisas, simples, de todos os dias; e seremos capazes de amar os outros como Deus os ama, isto é, procurando apenas o seu bem”, enfatizou.

Deste modo, finalizou Francisco, “nos sentiremos felizes por nos aproximarmos do pobre e do humilde, contentes por nos debruçarmos sobre os irmãos caídos por terra, a exemplo de Jesus. Aqui está o segredo para ‘sermos alegres na esperança’: porque temos a certeza de que, em todas as circunstâncias, inclusive nas mais adversas, e apesar das nossas faltas, o amor de Deus por nós não esmorece. E assim, certos de sua fidelidade inabalável, vivemos na alegre esperança de retribuir nos irmãos, com o pouco que nos é possível, o muito que recebemos dele todos os dias”.

Fonte: CNBB

Não se vai a Missa com Relogio na Mão - Papa Francisco

Resultado de imagem para missa
Não se vai à missa com o relógio na mão, como se tivéssemos que contar os minutos ou assistir a uma representação. Vai-se para participar no mistério de Deus. E isto é válido também para quantos vêm a Santa Marta participar na missa celebrada pelo Papa, que — disse o Pontífice aos fiéis presentes na capela da sua residência, na manhã de 10 de Fevereiro — «não é um passeio turístico. Não! Vós vindes aqui e reunimo-nos para entrar no mistério. Esta é a liturgia».
Para explicar o sentido deste encontro directo com o mistério, o Papa Francisco recordou que o Senhor falou ao seu povo não só com as palavras. «Os profetas — disse — referiam as palavras do Senhor. Os profetas anunciavam. Acontece o mesmo também na Igreja». Fá-lo através da sua Palavra recolhida no Evangelho e na Bíblia: fala-nos através da catequese, da homilia. Quando celebramos a missa, não fazemos uma representação da Última Ceia». A missa «não é uma representação, é algo diverso. É precisamente a Última Ceia; é exactamente viver outra vez a paixão e a morte redentora do Senhor. É uma teofania: o Senhor torna-se presente no altar para ser oferecido ao Pai pela salvação do mundo».
Em seguida, o Papa Francisco propôs, como muitas vezes costuma fazer, um comportamento comum nos irmãos: «Nós ouvimos ou dizemos: “mas, agora eu não posso, tenho que ir à missa, tenho que ir ouvir missa”. A missa não se ouve, nela participa-se. E participa-se nesta teofania, neste mistério da presença do Senhor entre nós». Depois, o Papa referiu outro comportamento bastante comum entre os cristãos: «Quantas vezes — observou — contamos os minutos... “tenho só meia hora, tenho que ir à missa...”». Esta «não é a atitude que a liturgia nos pede: a liturgia é tempo de Deus e espaço de Deus, e nós devemos estar ali no tempo de Deus, no espaço de Deus e não olhar para o relógio. A liturgia é precisamente entrar no mistério de Deus; deixar-se levar ao mistério e estar no mistério».
E, dirigindo-se precisamente a quantos estavam presentes na celebração acrescentou: «Estou certo de que todos vós viestes aqui para entrar no mistério. Mas talvez alguém tenha dito “tenho que ir à missa a Santa Marta, porque no passeio turístico de Roma é preciso ir visitar o Papa em Santa Marta todas as manhãs... Não! Vós vindes aqui, nós reunimo-nos aqui, para entrar no mistério. E o Pontífice concluiu convidando os presentes a «pedir hoje ao Senhor que conceda a todos este sentido do sagrado.
VOCÊ ESTÁ OUVINDO A RÁDIO DO NOSSO BLOG "MACAPARANA  CATÓLICA".
EMAIL DO PÁROCO DE MACAPARANA "mons.orladndo@hotmail.com
Você já sorriu pra Jesus e os outros  hoje?
EMAIL PROVISÓRIO PARA FALAR COM O PÁROCO DE MACAPARANA
" mons.orlando@hotmail.com "

Igreja Católica

Papa Francisco se confessa na Basílica de São Pedro

Pontífice presidiu celebração penitencial e destacou importância do dogma

O papa Francisco confessou-se durante uma liturgia penitencial na Basílica de São Pedro, no Vaticano
O papa Francisco confessou-se durante uma liturgia penitencial na Basílica de São Pedro, no Vaticano(Reuters/Osservatore Romano )
“Quem, entre nós, pode pensar que não é pecador?”, questionou nesta sexta-feira o papa Francisco ao presidir o rito penitencial na Basílica de São Pedro, no Vaticano. O pontífice confessou alguns fiéis e depois se confessou com um dos 61 sacerdotes presentes à cerimônia, segundo a Rádio Vaticano.
Na homilia, o sumo pontífice citou o apóstolo João. “Se dissermos: ‘Não temos pecado’, enganamo-nos a nós mesmos e a verdade não está em nós”.
Após a cerimônia, o pontífice afirmou aos participantes de um curso de formação de padres que o confessionário “não é um tribunal de condenação, mas uma experiência de perdão e misericórdia”, segundo o jornal argentino La Nación. Ele também pediu aos sacerdotes que não sejam rigorosos ou brandos demais, pois nenhum desses extremos atende a quem se arrepende”.
Estude nos cursos por correspondência da
ESCOLA MATER ECCLESIAE


Aprofunde sua fé no estudo da Sagrada Escritura e da Doutrina da Igreja.
“Estai sempre prontos a dar razão da vossa esperança a todo aquele que vos pedir” (1Pd 3,15)

Cursos por Correspondência
oferecidos pela Escola Mater Ecclesiae:
(CERTIFICADO AO FIM DE CADA CURSO)



45 capítulos / Cód. CB
Compreendendo introdução geral à leitura Bíblica, introdução ao Novo
e ao Antigo Testamentos, exegese de Gn 1 – 11.
R$ 58,00 – Livro


44 capítulos / Cód. PB
Propondo o comentário de todas as Parábolas com aplicação à vida
espiritual, além de elucidação de textos dos Evangelhos de
compreensão difícil.
 Brochura ou Espiral – R$ 56,00


34 capítulos / Cód. DAT
Os livros do Antigo Testamento são tidos como difíceis e pouco
interessantes. O curso, visando dissipar a problemática, põe em relevo
os fios condutores e a mensagem doutrinária desses escritos.
Brochura ou Espiral – R$ 53,00




37 capítulos / Cód. IT
Todos os tratados teológicos desde a introdução até a Escatologia.
R$ 53,00 – Livro


37 capítulos / Cód. TF
A Teologia Fundamental estuda as credenciais da fé, procurando
analisar: o fenômeno religioso e as razões para crer em Deus, em
Jesus Cristo e na Igreja.
R$ 58,00 – Livro


32 capítulos / Cód. TR
É o estudo sobre Deus na teologia bíblica, patrística e nas formulações
dos dogmas trinitários.
Brochura ou Espiral – R$ 55,00


51 capítulos / Cód. AT
É o estudo sobre a criação do mundo e do homem à luz das Escrituras,
da Tradição e das ciências naturais. Aborda ainda a questão do pecado
original e o Tratado sobre os anjos.
Brochura ou Espiral – R$ 59,00


45 capítulos / Cód. CR
Explana a pessoa de Jesus Cristo e sua obra salvífica segundo a
Escritura, a Tradição e o Magistério da Igreja.
Produto indisponível no momento!


30 capítulos / Cód. MR
É o estudo da figura de Maria e de sua ligação com a missão salvífica de
seu filho Jesus Cristo. Consta de uma fundamentação bíblica, de um
aprofundamento sistemático e de uma análise à luz das devoções.
Brochura ou Espiral – R$ 48,00


42 capítulos / Cód. EC
É o estudo da Igreja na Sagrada Escritura, na Teologia Patrística e o
aprofundamento de suas notas essenciais: una, santa, católica e
apostólica.
Brochura ou Espiral – R$ 58,00


30 capítulos / Cód. GR
É o estudo da graça na Sagrada Escritura e na Tradição Teológica,
especialmente na doutrina de Santo Agostinho.
Brochura ou Espiral – R$ 52,00


39 capítulos / Cód. ES
É o estudo das realidades últimas tanto em ordem individual (morte, juízo
particular, céu, inferno e purgatório), quanto em ordem coletiva (parusia,
ressurreição e juízo universal).
Brochura ou Espiral – R$ 53,00


38 capítulos / Cód. LT
É o estudo do culto cristão como exercício do sacerdócio de Cristo que
glorifica o Pai e santifica os homens.
Produto indisponível no momento!
Seção Teologia Bíblica
CURSO BÍBLICO
CURSO INICIAÇÃO TEOLÓGICA
CURSO DE PARÁBOLAS E
PÁGINAS DIFÍCEIS DO EVANGELHO
DESCOBRINDO O ANTIGO TESTAMENTO
Seção Teologia Sistemática
CURSO DE TEOLOGIA FUNDAMENTAL
CURSO DE DEUS UNO E TRINO
CURSO DE ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA
CURSO DE CRISTOLOGIA
CURSO DE MARIOLOGIA
CURSO DE ECLESIOLOGIA
CURSO SOBRE A GRAÇA
CURSO DE NOVÍSSIMOS OU ESCATOLOGIA
CURSO DE LITURGIA

38 capítulos / Cód. SA
A noção de sacramento é fundamental ao Cristianismo. A humanidade
de Cristo é o Sacramento Primordial, que se prolonga na Igreja e
atinge o cristão mediante os sete sacramentos.
Brochura ou Espiral – R$ 54,00





32 capítulos / Cód. TM
É o estudo dos princípios fundamentais da moral e das questões
específicas referentes à vida, à morte, à sexualidade e à justiça.
Brochura ou Espiral – R$ 48,00


41 capítulos / Cód. PFM
Este curso considera alguns dos grandes questionamentos do homem
contemporâneo a respeito da fé e da moral cristã.
Brochura ou Espiral – R$ 57,00


44 capítulos / Cód. DS
Apresenta as Encíclicas Sociais de Leão XIII a João Paulo II e aborda
alguns temas de grande relevo (pessoa, família, direitos, capitalismo,
socialismo, meios de comunicação social).
Brochura ou Espiral – R$ 59,00


39 capítulos / Cód. DC
São analisados os Livros II, III, IV, V do Código de Direito Canônico
referentes ao Povo de Deus, às funções de ensinar e santificar, bem
como aos bens temporais da Igreja.
Brochura ou Espiral – R$ 52,00


42 capítulos / Cód. ESP
Percorre as três etapas da vida espiritual (a purgativa, a iluminativa e a
unitiva) analisando as manifestações da ascese e da mística.
Brochura ou Espiral – R$ 59,00





57 capítulos / Cód. HI
Da Idade Antiga à Era Moderna, passando pela Idade Média e
abordando pontos da História da Igreja no Brasil.
R$ 57,00 – Livro


61 capítulos / Cód. FL
Compreendendo os grandes tratados da Filosofia aristotélico-tomista:
Lógica, Cosmologia, Psicologia, Teoria do Conhecimento, Ontologia,
Teologia Natural, Ética, além de um panorama da História da Filosofia.
Brochura ou Espiral – R$ 65,00

32 capítulos / Cód. DE
Abordando temas controvertidos, como: Palavra Oral e Palavra Escrita,
Fé e Obras, Primado de Pedro, Eucaristia, a Virgem Maria e os Santos.
Brochura ou Espiral – R$ 48,00

42 capítulos / Cód. PA
Percorre a antiga literatura cristã até S. Gregório Magno e S. João
Damasceno, passando pelos Padres Apostólicos, os Apologistas e os
grandes teólogos (Ambrósio, Agostinho, Atanásio, etc.).
Brochura ou Espiral – R$ 58,00


56 capítulos / Cód. OC
Trata dos fenômenos mediúnicos, dos mistérios cósmicos (Atlântida,
Bermudas) e da Mística Oriental (Cabala, I Ching, Numerologia, Tarô).
Brochura ou Espiral – R$ 58,00


Como posso começar um curso?
Para começar seus estudos, basta adquirir o curso de sua preferência e
estudar os capítulos (antes chamados de módulos) com as lições propostas. Ao
final de cada capítulo, você encontrará perguntas que devem ser respondidas em
folhas à parte e enviadas para a Escola, a fim de serem devidamente corrigidas
por nossos professores e devolvidas a você com uma nota referente a cada
capítulo estudado.
Ao final do curso, concluído o estudo com sucesso, será conferido um
CERTIFICADO para cada curso realizado. Desta forma, estaremos cumprindo
nosso objetivo de acompanhá-lo, ainda que por correspondência, ao longo do
curso que você escolheu. Não emitimos histórico escolar, mas apenas um
certificado de conclusão de curso.
A fim de colaborar conosco nas despesas de correio, junto com as
respostas do 1º capítulo, pedimos a gentileza de nos enviar um depósito no valor
de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) como taxa única por curso estudado,
independente da quantidade de capítulos.
Você também pode adquirir os cursos para suas pesquisas e, somente
mais tarde, fazer o curso. Neste caso, a taxa de correio poderá ser depositada
posteriormente quando vier a fazer o curso.
Destacamos, ainda, que nossos cursos são para formação pastoral ou
pessoal. Não devem, portanto, ser utilizados para complementação curricular de
formação acadêmica em instituições públicas ou particulares de ensino superior.
Bons estudos!
Equipe da E. M. E.















CURSO DE TEOLOGIA MORAL
CURSO DE HISTÓRIA DA IGREJA
CURSO DE DIÁLOGO ECUMÊNICO
CURSO SOBRE OCULTISMO
CURSO DE DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA
CURSO DE FILOSOFIA
CURSO DE PATROLOGIA
CURSO DE DIREITO CANÔNICO
Para obter mais informações, entre em contato conosco
de 2ª a 6ª feira, das 8:30 às 12:00h e das 13:00 às 16:30h.

ESCOLA MATER ECCLESIAE
Rua Benjamim Constant, 23 – Sala 312 – Glória
20241-150 – Rio de Janeiro – RJ
Tel./Fax: (21) 2242-4552
www.materecclesiae.com.br
e-mail: materecclesiae@materecclesiae.com.br

Veja se sua dúvida já não foi esclarecida na página
de Perguntas Frequentes do nosso site.
Para solicitar seu(s) curso(s) e/ou opúsculo(s), preencha o cupom
abaixo e nos envie por FAX ou pelos Correios ou por e-mail
juntamente com o comprovante de depósito bancário.

CURSO DE ESPIRITUALIDADE

CURSO SOBRE OS SACRAMENTOS
Seção Teologia Moral
CURSO SOBRE PROBLEMAS DE FÉ E DE MORAL

Outros Cursos

A Escola Mater Ecclesiae lançou diversos opúsculos de fácil leitura a
fim de esclarecer as dúvidas relacionadas a questões controversas à
fé cristã.
01. Por que não sou Protestante? .......................................... R$ 7,00
02. Por que não sou Espírita? ................................................ R$ 7,00
03. Por que não sou Ateu? ..................................................... R$ 7,00
04. Por que não sou Maçom? ................................................ R$ 8,00
05. Por que não sou Rosa-Cruz? ........................................... R$ 8,00
06. Por que sou Católico? ...................................................... R$ 8,00
07. O Fenômeno Religioso: sim ou não? .............................. R$ 7,00
08. A Ressurreição de Jesus Cristo: Ficção ou Realidade? .. R$ 7,00
09. Jesus: Deus e Homem ..................................................... R$ 8,00
10. Os Milagres de Jesus: História ou Mito? .......................... R$ 7,00
11. Jesus sabia que era Deus? .............................................. R$ 7,00
12. Os Novos Movimentos Religiosos .................................... R$ 7,00
13. Por que não sou Testemunha de Jeová? ......................... R$ 8,00
14. Por que não sou Johrei? Por que não sou Seicho-no-iê?. R$ 7,00
15. O Estado do Vaticano ....................................................... R$ 7,00
16. O Biscoito da Morte .......................................................... R$ 7,00
17. Por que não sou Aquariano (Nova Era)? ......................... R$ 8,00
18. Reencarnação: Prós e Contras ........................................ R$ 8,00
19. Quinze Questões de Fé .................................................... R$ 9,00
20. O Protestantismo: Principais pontos doutrinários ............. R$ 7,00
21. Por que não sou Mórmon? ............................................... R$ 7,00
22. Resposta a Leonardo Boff ................................................ R$ 7,00
23. Maria, a Mulher Bendita e Controvertida .......................... R$ 8,00
24. Superstições ..................................................................... R$ 8,00
25. A Inquisição ...................................................................... R$ 8,00
26. As Cruzadas em Debate .................................................. R$ 8,00
27. A Idade Média: Trevas? ................................................... R$ 8,00
28. A “Papisa” Joana .............................................................. R$ 7,00
29. O Caso Galileu ................................................................. R$ 8,00
30. O Islã ................................................................................ R$ 8,00
31. Teologia da Prosperidade ................................................ R$ 7,00
32. Teologia da Libertação ..................................................... R$ 8,00
33. A Imaculada Conceição de Maria ..................................... R$ 7,00
34. O Pecado Original ............................................................ R$ 8,00
35. A Igreja Divina e Humana ................................................ R$ 7,00
36. Maria Madalena e Jesus nos Livros Apócrifos.................. R$ 7,00
37. Lutero e “Venda de Indulgências” .................................... R$ 7,00
38. Alguém Acrescentou livros ao catálogo bíblico................. R$ 8,00
39. Fim do Mundo? A Profecia de São Malaquias ................. R$ 7,00
40. Células-tronco em Debate ................................................. R$ 7,00
41. Criacionismo ou Evolucionismo? ...................................... R$ 7,00
42. Somente a Bíblia? ............................................................ R$ 8,00
43. O Budismo ........................................................................ R$ 7,00
44. O Malfadado Papa Alexandre VI (1492 – 1503) ............... R$ 7,00
45. Seriam todas as religiões equivalentes entre si? ........... R$ 7,00
46. Na História da Igreja Luzes e Sombras ............................. R$ 7,00
47. Os católicos são pagãos? (resposta a Joel Santana) ..... R$ 7,00
48. A Inquisição Protestante .................................................... R$ 8,00
49. “Existiu Jesus? Prove-o!” (resposta a Luigi Cascioli) ...... R$ 7,00
50. Quem é esse Jesus? (a propósito do Código Da Vinci) ... R$ 8,00
51. “O Código Da Vinci” .......................................................... R$ 8,00
52. “Onde estava Deus?” ........................................................ R$ 7,00
53. A Cremação de cadáveres: sim ou não? ........................ R$ 8,00
54. Homeopatia e Espiritismo. Florais de Bach e Nova Era.... R$ 7,00
55. Hinduísmo e Yoga: sim ou não?....................................... R$ 8,00
56. As riquezas da Igreja ...................................................... R$ 7,00
57. Apocalipse: interpretação ............................................... R$ 8,00
58. Alterado o texto dos Evangelhos? ................................... R$ 7,00
59. Os sonhos: que significam? ............................................. R$ 7,00
60. O Celibato Sacerdotal .................................................... R$ 8,00
61. A Logosofia ................................................................... R$ 7,00
62. Que fez Jesus dos 12 aos 30 anos? .............................. R$ 7,00
63. O Primado de Pedro e sua sucessão ............................ R$ 7,00
64. O Mal, o sofrimento e Deus ............................................ R$ 7,00
65. O demônio existe? O possesso de Gerasa (Mc 5,1-20).... R$ 8,00
66. Os Adventistas do Sétimo Dia ........................................... R$ 7,00

Adquira os cursos ou solicite os opúsculos agora, marcando seu pedido no cupom abaixo. Depois, recorte-o e envie para a Escola.
CORTE AQUI E-mail: materecclesiae@materecclesiae.com.br CORTE AQUI

CB PB DAT IT TF TR AT
CR MR EC GR ES LT SA
TM PFM DS DC ESP
HI FL DE PA OC
Nas modalidades: ( ) Brochura (como um livro comum)
( ) Espiral
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
61 62 63 64 65 66
NÃO TEMOS REEMBOLSO POSTAL


Nome: __________________________________________________
________________________________________________________
Endereço: _______________________________________________
________________________________________________________
Bairro: __________________________________________________
Cidade: _________________________________________________
CEP: ________________________ Estado: ___________________
Tel: ____________________________________________________
Assinatura: ______________________________________________
Com as seguintes formas de pagamento:
( ) Depósito Bancário – Bradesco, Agência 0814-1, c/c 70739-2
(enviar cópia do comprovante de depósito via FAX ou Correios ou
e-mail).
( ) Cheque Nominal à Escola “Mater Ecclesiae

Papa fala um pouco sobre quem sente vergonha em cantar o louvor do Senhor

É difícil justificar quem sente vergonha em cantar o louvor do Senhor, mas depois se lança em gritos de exultação pelo golo marcado pela equipa preferida. É este o sentido da reflexão proposta pelo Papa Francisco na manhã de terça-feira 28 de Janeiro, durante a homilia da missa celebrada na capela de Santa Marta.
O Papa prolongou-se sobre a descrição da festa improvisada por David devido ao regresso da arca da aliança tal como é narrado na primeira leitura da liturgia do dia (2 Samuel 6, 12-15.17-19). Face a este episódio «pensei imediatamente – confidenciou o Bispo de Roma – naquela palavra de Sara depois de ter dado à luz Isaac: “o Senhor fez-me dançar de alegria”. Esta idosa de 90 anos dançou de alegria». David era jovem, repetiu, mas também ele «dançava diante do Senhor. Este é um exemplo de oração de louvor». Alguns, acrescentou, poderiam pensar que se trata de uma oração «para os da renovação no espírito, e não para todos os cristãos. A oração de louvor é uma oração cristã para todos nós. E não tem importância se somos bons cantores. De facto, explicou o Papa, não é possível pensar que «és capaz de gritar quando a tua equipa marca golo e não és capaz de cantar louvores ao Senhor, de sair um pouco da tua compostura para cantar ao Senhor».
Louvar a Deus «é totalmente gratuito», prosseguiu. «Não pedimos, não agradecemos. Louvamos: tu és grande. “Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo...” Dizemos isto de todo o coração. É também um acto de justiça, porque ele é grande, é o nosso Deus. Pensemos numa boa pergunta que hoje podemos fazer: «como está a minha oração de louvor? Sei louvar ao Senhor? Ou quando rezo o Glória ou o Sanctus faço-o apenas com os lábios e não com todo o coração? O que me diz David quando dança? E Sara que dança de alegria? Quando David entra na cidade começa outra coisa: uma festa. A alegria do louvor leva-nos à alegria da festa». Festa que depois se alarga à família, «cada um – é a imagem proposta pelo Pontífice – em sua casa a comer o pão, a festejar».Mas quando David volta para o Palácio, tem que enfrentar a reprovação e o desprezo de Michal, a filha do rei Saul: «”mas não tens vergonha de fazer o que fizeste? Como podes fazer isto, dançar diante de todos, tu que és rei? Não tens vergonha?”. Pergunto-me quantas vezes desprezamos nos nossos corações pessoas boas, povo bom que louva ao Senhor» de maneira espontânea sem seguir atitudes formais. O homem ou a mulher que louvam ao Senhor, que rezam louvando ao Senhor – e quando o fazem sentem-se felizes em dizê-lo – e se alegram «quando cantam o Sanctus na missa» são um homem ou uma mulher fecundos. Ao contrário, acrescentou Francisco, os que «se fecham na formalidade de uma oração fria, comedida, talvez acabem como Michal, na esterilidade da sua formalidade.

EVANGELIZAR É A NOSSA MISSÃO

EVANGELIZAR É A NOSSA MISSÃO

Papa Francisco

Papa Francisco